Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Rita Redshoes

Rita Carmo

Rita Redshoes: “Sugiro fazermos matinés. É incomportável rentabilizar concertos com distanciamento”

No momento em que os músicos tentam encontrar alternativas para voltar a subir aos palcos, Rita Redshoes propõe-se fazer mais do que um concerto por dia

Rita Redshoes está, como tantos outros artistas, a tentar perceber de que forma o regresso aos palcos pode ser viável, com o distanciamento social imposto pelas novas regras, devido à pandemia de Covid-19. No episódio desta semana do Posto Emissor, o podcast da BLITZ, a artista diz ter sugerido fazer mais do que um concerto por dia para conseguir rentabilizar.

"Ainda estou a tentar perceber algumas das hipóteses que estão a ser discutidas, mas daquilo que me parece assim de uma forma ainda muito linear acho que há coisas que são impraticáveis", começou por defender Redshoes, "o distanciamento faz sentido, obviamente, por uma questão de segurança e de saúde, mas há um outro lado que é basicamente incomportável".

A artista explica depois que, para artistas que vão tocar a teatros e dependam da bilheteira, dar concertos com lotação limitada não será rentável ou sequer pagar os custos. "Isso é impraticável. A solução que eu dei foi fazer matinés, portanto num dia temos que fazer mais do que um concerto para receber o mesmo ou menos".

Pode ouvir aqui, no Posto Emissor com Rita Redshoes, a partir dos 09m 16s.