Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

No dia em que convidou Shirley Manson para os Garbage, o produtor dos Nirvana soube que Kurt Cobain tinha morrido

Butch Vig, produtor de “Nevermind”, conta como convidou Shirley Manson para fazer parte dos Garbage horas antes de saber que o líder dos Nirvana se tinha suicidado. “É como se uma parte da minha carreira se tivesse transformado noutra no mesmo dia”

Butch Vig deu uma entrevista recente à rádio, na qual recordou o dia da morte de Kurt Cobain - que assinalou, da mesma forma, o seu primeiro dia de trabalho com Shirley Manson, dos Garbage.

O produtor de "Nevermind" explicou o porquê de ter escolhido Shirley Manson como vocalista dos Garbage, após ver o videoclip para 'Suffocate Me', dos Angelfish (a banda anterior de Shirley), na MTV, com os restantes membros da banda.

"Ficámos pasmados com a intensidade [da canção]", contou. "Em vez de gritar como muitos vocalistas do rock alternativo andavam a fazer na altura, ela fazia o oposto".

"Ligámos-lhe e dissemos que tínhamos umas canções, para ela se encontrar connosco e ver se existia alguma química. Voámos para Inglaterra sem quaisquer planos para fazer um álbum completo".

"Ela pensava que estávamos a ficar nalgum hotel chique, onde nos encontrámos. Falámos durante três ou quatro horas de livros, música, comida, cultura e política, e convidámo-la para gravar", continuou.

"Quando saí do hotel, para desfrutar da noite, estavam todos a olhar para mim, a perguntar-me se sabia o que tinha acontecido. Disseram-me que o Kurt Cobain tinha morrido".

"Passei-me, tinha que voltar para o hotel e voar novamente para os Estados Unidos. Foi muito estranho, mas foi um ponto de viragem na minha carreira. É como se uma parte da minha carreira se tivesse transformado noutra, no mesmo dia", completou. "Uma espécie de passagem de testemunho".