Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

As “regras ridículas” que o guarda-costas de Kanye West teve de seguir

Antigo funcionário de Kanye West expõe 15 dias de convívio com o patrão. Não foi fácil

Steve Stanulis, antigo guarda-costas de Kanye West, deu uma nova entrevista ao podcast "Hollywood Raw" onde revelou algumas das "regras ridículas" que teve que seguir enquanto trabalhava com o músico.

Segundo Stanulis, uma dessas regras consistia na obrigação de estar sempre "10 passos atrás" de Kanye ao caminhar pela rua.

"Naturalmente, se alguém se aproximasse dele e quisesse fazer alguma coisa, quando eu chegasse ao pé dele já teria acontecido", disse.

O guarda-costas falou, ainda, do seu primeiro dia de trabalho com Kanye: "Entrámos no elevador e ele perguntou-me se eu não ia carregar no botão do andar para onde íamos".

"Disse-lhe que não fazia ideia porque era o meu primeiro dia. E ele começou a barafustar, porque eu não tinha ligado para saber para onde éramos suposto ir", afirmou.

No total, Stanulis trabalhou com Kanye West durante apenas 15 dias, em 2016, sendo despedido após ter sido acusado de se "atirar" a Kim Kardashian.

O guarda-costas nega esta acusação, dizendo que estava apenas a discutir uma possível mudança de planos em relação à Met Gala desse ano.