Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

"A decisão mais difícil da nossa história". Primavera Sound de Barcelona adiado para 2021 com reembolsos a partir de junho

A organização do irmão mais velho do NOS Primavera Sound tem novidades. Em Portugal, espera-se pela decisão da Assembleia da República

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

A organização do Primavera Sound de Barcelona comunicou hoje que adiou a sua edição de 2020 para o próximo ano.

Considerando que esta é a "decisão mais difícil" da história do evento, os responsáveis garantem que, quando a 28 de março adiaram o festival para finais de agosto, o fizeram sob supervisão e com o acordo das autoridades locais e sanitárias.

"Porém, perante a evolução desta crise sanitária sem precedentes, vemo-nos obrigados a adiar por motivos de força maior a próxima edição do Primavera Sound de Barcelona para o próximo ano".

O festival catalão acontecerá assim entre 2 e 6 de junho de 2021.

Agradecendo "a paciência, o amor e a compreensão" dos detentores de ingressos, a organização informa que os bilhetes já adquiridos serão válidos para o Primavera Sound 2021, garantindo "regalias especiais" aos que os conservarem.

"Além desta opção, que premeia a fidelidade e a confiança dos detentores de entradas no festival, também será possível pedir o reembolso dos mesmos, a partir de 3 de junho, dia em que devia arrancar a edição deste ano", pode ainda ler-se no comunicado.

Nesse mesmo dia, serão revelados os primeiros artistas do Primavera Sound Barcelona de 2021.

Em Portugal, o NOS Primavera Sound do Porto também deverá acontecer em junho de 2021, não se conhecendo por enquanto pormenores sobre os bilhetes.

A organização do festival do Porto, na pessoa de José Barreiro, da promotora Pic-Nic, disse hoje à BLITZ que aguarda "a decisão da Assembleia da República" - a proposta do Governo quanto a eventos de grande escala será discutida na próxima quinta-feira, 14 de maio - e que se aplicará, em cada festival, "a legislação de cada país".