Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

António Zambujo no Coliseu dos Recreios, Lisboa

Rita Carmo

Dar concertos sem público? “Horrível”, considera António Zambujo

A opinião firme de António Zambujo numa altura em que os artistas procuram novas formas de rentabilizar os seus concertos, apostando já em atuações à porta fechada, devido às restrições impostas pela pandemia de covid-19 na área dos espetáculos. Para ouvir no podcast Posto Emissor

Convidado do Posto Emissor, podcast semanal da BLITZ, António Zambujo deu a sua opinião sobre as novas formas de atuar e tentar rentabilizar essas atuações, em plena pandemia de covid-19.

Considerando que os concertos online "são interessantes, mas teríamos de encontrar uma maneira de haver retorno financeiro, porque os músicos não vivem do ar", o cantor comentou iniciativas que envolvem atuações sem público, como o recentemente anunciado Artes à Vila, em que artistas como Manel Cruz e Luís Portugal irão atuar no Mosteiro da Batalha, à porta fechada.

"Horrível", considera. "O concerto ao vivo vive da interação com o público. Tocar nos claustros deve ser maravilhoso, mas eu sou meio medricas, até ia sentir pavor de estar no Mosteiro da Batalha sozinho. Aquilo deve estar cheio de fantasmas!", ri.

Pode ouvir aqui o Posto Emissor com António Zambujo. Esta resposta começa pelos 43m 40s.