Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Stefan Rousseau - PA Images

Mark Lanegan chamou “rufia de recreio de escola” a Liam Gallagher. E a resposta do ex-Oasis não se fez esperar

A história de um duelo falhado em Miami, em 1996. Vinte e quatro anos depois, o ex-Oasis defende-se, igual a si próprio

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Continuam as revelações saídas do livro de memórias de Mark Lanegan, "Sing Backwards and Weep".

Naquela obra, o norte-americano alega que, em 1996, Liam Gallagher abandonou a digressão dos Oasis com os Screaming Trees, para fugir à iminência de uma luta física.

Tudo terá começado quando Liam Gallagher se referiu aos Screaming Trees, a banda da qual Mark Lanegan era vocalista, como Howling Branches.

"Vai à m*erda, seu idiota - foi a minha resposta breve e blasé", recorda Mark Lanegan no livro.

Liam Gallagher terá então desafiado Mark Lanegan para um "duelo" em Miami, cidade norte-americana na qual ambas as bandas estavam em digressão.

"Eu odiava bullies e recusava-me a aturá-los. O Liam Gallagher era um fiteiro, um bully de recreio da escola. E, como todos os bullies, era um mariquinhas. Antes do nosso grande duelo, desistiu. Típico, pensei eu. Fugiu para casa da mamã".

No Twitter, Liam Gallagher respondeu agora: "Aqui vai a minha versão. Perguntei-te pelo nome da tua banda, estava na brincadeira e chamei-lhe outra coisa qualquer... foste um drogado sem qualquer sentido de humor. Ficaste com as tuas cuequinhas grunge todas enroladas. Outro tangas a tentar vender um livro".

A propósito do seu livro, Mark Lanegan tem feito várias revelações sobre Kurt Cobain, Courtney Love e o seu vício em drogas pesadas e álcool.