Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Cher

“Esta doença é como um tubarão. É uma máquina devoradora”. Aos 73 anos, Cher diz que teve sorte

"Eu sabia que o novo coronavírus estava a caminho"

Cher falou sobre a pandemia de Covid-19, defendendo que "esta doença é como um tubarão. É uma máquina devoradora". Em entrevista à Billboard, a cantora de 73 anos disse também que "já sabia que isto estava a caminho".

"Sabia mais do que a maioria dos americanos porque tenho amigos em Itália que estavam a dar concertos lá quando o surto explodiu e toda a gente teve de sair", continua a artista, "nós tivemos sorte em não sermos infetados porque eu e os meus bailarinos estávamos literalmente a 5 centímetros e a respirar diretamente nas bocas uns dos outros, em palco".

Cher está em isolamento social, na sua casa em Malibu, na Califórnia, desde 12 de março, data em que viu o seu concerto em Oklahoma ser cancelado. "Para mim não é difícil estar fechada. É incrivelmente fácil e não sinto que esteja a sofrer seja de que forma for", confessa, "os meus amigos passam aqui e olham pela janela para que eu os possa ver".

"Um dos meus filhos vive aqui com a mulher dele e falo com a minha mãe ao telefone ou vou vê-la através da janela das traseiras", continua. A artista não poupa, também, nas críticas à forma como o presidente norte-americano está a lidar com a pandemia: "detesto este presidente e toda a gente da sua equipa. Acho que lidaram muito mal com a situação, mentiram e ainda estão a mentir".

Apelida também Donald Trump de ser mentiroso, "um homem que não se preocupa com a verdade e que mente tão bem quanto diz a verdade".