Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

Como vão ser os concertos depois da pandemia? O que Corey Taylor dos Slipknot pensa que vai acontecer

O vocalista de Slipknot e Stone Sour tem uma opinião muito clara sobre o que, acredita, irá acontecer quando for possível reabrir salas e festivais

Corey Taylor deu uma entrevista ao Rock Feed, onde falou do futuro dos concertos e festivais de música ao vivo após a pandemia da Covid-19.

O vocalista dos Slipknot e Stone Sour acredita que as salas de espetáculos mais pequenas serão as primeiras a reabrir, "porque as pessoas vão estar muito assustadas".

"Ou então, os concertos ao ar livre, onde as pessoas não sentem que estão presas, demasiado juntas. Vai existir alguma paranóia durante algum tempo, mesmo depois de se criarem remédios ou vacinas. Vai levar algum tempo", continuou.

Uma perspetiva que, diz, não é "simpática" para com algumas bandas. "Há grupos que vão ter de parar", garante. Mas há em Taylor um certo otimismo: "se fizermos as coisas bem, criarmos entusiasmo, dentro de um ano, ano e meio, vamos ver o mesmo entusiasmo em relação a concertos ao vivo que víamos antes", afirmou.

"Assim que as pessoas percebam que está tudo bem, voltarão a querer ter a experiência de um concerto ao vivo. Vão cansar-se de ver concertos no YouTube, no telemóvel, vão querer fazer parte da experiência".

"Acredito que vamos ver um revivalismo e uma explosão de entretenimento ao vivo. Vai ser fantástico para nós", rematou.