Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Reunião dos Pink Floyd? Roger Waters fala sobre a “cimeira de paz”

“Quem é fã dessa era dos Pink Floyd pode ter um ponto de vista diferente do meu”, afirma Waters, explicando o que separa neste momento os elementos da banda

Em isolamento, Roger Waters deu uma entrevista à Rolling Stone, na qual abordou a possibilidade de uma reunião dos Pink Floyd - dizendo que a mesma seria "horrível".

O músico revelou ter feito uma "cimeira de paz" com Nick Mason e David Gilmour, seus ex-colegas nos Pink Floyd, que não correu da melhor forma.

"Tracei uma espécie de plano, que não resultou", disse. "Era algo justo: que lançássemos o vinil remasterizado do 'Animals' sem o transformar na Terceira Guerra Mundial".

"Até decidi ser democrático: só restam três de nós, pelo que propus irmos a votos. Disseram-me que não, só Deus sabe porquê. Não que Ele exista", continuou.

Para Waters, uma muito requisitada reunião está, por isso, fora das opções. "Seria horrível. Quem é fã dessa era dos Pink Floyd pode ter um ponto de vista diferente do meu, claro. Mas eu tive de viver nela. Era a minha vida", afirmou.

"Sei que fizeram de mim uma espécie de vilão, posso viver com isso. Mas trocaria eu a minha liberdade por essas correntes? Nunca na vida".

Veja a entrevista completa: