Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

Vodka ao pequeno-almoço. Como a falta de prémios levou Kanye West ao alcoolismo

No ego de Kanye West não cabe, afinal, o reconhecimento dos outros

Kanye West confessou que a falta de nomeações para prémios de música contribuíram para o seu problema de alcoolismo e que chegou, inclusivamente, a beber vodka ao pequeno-almoço.

Em entrevista à revista GQ, o rapper norte-americano diz que o problema começou depois de os álbuns "My Beautiful Dark Twisted Fantasy", de 2010, e "Watch the Thorne" (a meias com Jay-Z), de 2011, terem ficado de fora da categoria de álbum do ano nos Grammys.

"É bom termos percebido que todas essas cerimónias de prémios me levaram, parcialmente, ao alcoolismo", explica, "imagem o 'My Beautiful Dark Twisted Fantasy' e o 'Watch the Thorne' serem elegíveis no mesmo ano e nenhum deles ter sido nomeado para álbum do ano".

O rapper acrescenta também que foi difícil não ouvir nenhuma canção de "The Life of Pablo", de 2016, nas rádios, "isto quando tens a tua mulher e a tua filha no carro contigo".

West assume já não beber - largou o álcool quando percebeu que precisava dele "todos os dias" - e que nunca se apercebeu de que era um daqueles alcoólicos que consegue "funcionar" apesar de embriagado.

"As pessoas chamaram-me de louco, as pessoas chamaram-me de tudo, mas não de alcoólico funcional. E eu andava a beber sumo de laranja com vodka de manhã", diz, "um dia estava no escritório a trabalhar na minha coleção de moda, havia Grey Goose no frigorífico e eu ia beber mas olhei e pensei 'não vais bater-me hoje, diabo'".