Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Irmã de Miley Cyrus cresceu a ser “a irmã da Hannah Montana”. “E isso deu cabo de mim”

Noah Cyrus cresceu na sombra do pai e da irmã. E mal se recompôs desse peso, confessa agora

Noah Cyrus deu uma entrevista à revista tmrw, onde falou sobre a dificuldade em crescer "na sombra" de duas grandes estrelas da música: Billy Ray Cyrus, o pai, e Miley CYrus, a irmã.

"Passar o tempo no quarto com as luzes desligadas, a esconder-se do mundo, não é vida para uma rapariga tão jovem", explicou. "Sempre que penso nas pessoas que estão a passar pelo mesmo, especialmente com a idade que eu tinha, percebo que há mais gente assim".

"Quando vejo outros artistas a falar sobre isso, fico muito feliz porque não foi algo que eu tivesse ao crescer", continuou.

Especialmente difícil foi ser apelidada de "a irmã da Hannah Montana", em vez do seu verdadeiro nome. "Isso deu cabo de mim. É como se não interessasses", desabafou.

"O que acho estranho em relação às pessoas na internet é que pensam que, se tiveres um apelido conhecido, o que elas possam dizer não te magoa", continuou.

"Não há qualquer piedade da parte de pessoas que te encaram apenas como figura pública. É o que mais me incomoda, as pessoas pensam que podem dizer o que lhes apetece, que isso não tem consequências. Há demasiado poder na internet".

Ainda assim, a também cantora não se sente "envergonhada" do seu apelido. "Sempre percebi que era 'poderoso', ou conhecido, pelo que não quis que me amarrassem a ele. Sempre quis ser amarrada a 'Noah'", explicou.