Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Gisela João no Coliseu dos Recreios, Lisboa

Rita Carmo

Gisela João: “Quando isto passar, contratem artistas portugueses. Não bandas estrangeiras indie que ninguém conhece. Proteger os nossos”

Sobre as dificuldades que muitos trabalhadores do meio da música já estão a enfrentar, devido à covid-19, Gisela João lança um apelo a promotores de espetáculos. Para ouvir no podcast Posto Emissor

Entrevistada no Posto Emissor da BLITZ, Gisela João falou sobre o impacto que a pandemia de covid-19 já está a ter no meio da música, com numerosos concertos cancelados ou adiados.

"Quando isto passar, gostava muito que os promotores, as salas de espetáculos, os festivais e o público do nosso país contratassem [e assistissem a] concertos de artistas portugueses. Não de bandas estrangeiras, que são maravilhosas, tudo bem... Ou muitas vezes uns nomes indie que ninguém conhece e estão na moda... Lembrem-se dos portugueses, está bem?", pede, estendendo o 'recado' à comunicação social.

"Neste momento precisamos de lembrar os nossos", defende ainda.

Mesmo quando for possível "ir para a rua trabalhar", Gisela João tem "muitas dúvidas que o setor da cultura possa começar a trabalhar logo".

"Não consigo perceber onde está o erro de querer proteger os nossos", disse, referindo-se a algumas reações menos positivas que as declarações no mesmo sentido de Vasco Sacramento, da Sons em Trânsito, obtiveram há algumas semanas.

Pode ouvir aqui o Posto Emissor com Gisela João. Esta resposta começa pelos 41 minutos e 45 segundos.