Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Hellfest, com System of a Down e Korn, foi cancelado. Organização arrasa seguradora

Festival francês, em cujo cartaz figuravam bandas também previstas para o verão português, ataca de forma contundente a companhia de seguros do festival

A organização do Hellfest, um dos maiores festivais de heavy metal da Europa, anunciou o cancelamento da edição deste ano devido à pandemia da Covid-19.

Do cartaz faziam parte nomes como os Deftones (que viriam a Portugal, ao também cancelado North Music Festival), Faith No More (agendados para o NOS Alive), Korn e System of a Down (ambos agendados para o VOA). Boa parte do alinhamento era partilhado com o festival britânico Download, que também foi cancelado.

Esclarecendo que os bilhetes entretanto adquiridos serão válidos para a edição de 2021, que se realiza de 18 a 20 de junho em Clisson, França, e que serão permitidas revendas e reembolsos, a organização acrescenta que o cancelamento partiu das autoridades francesas, uma decisão que encara como sendo "a única razoável".

Ainda assim, os responsáveis pelo Hellfest assumem que irão sofrer um enorme rombo financeiro: "salários, custos gerais e promocionais, desvalorizações fiscais, tudo custos que não se conseguem financiar com um 'ano em branco'", pode ler-se.

No mesmo comunicado e por estas mesmas razões, o Hellfest deixa duras críticas à companhia de seguros do festival, a francesa Albingia, a quem pagou um valor de 175 mil euros por um seguro "contra todos os riscos", incluindo pandemias, caso o contrato fosse assinado antes da declaração da mesma pelas autoridades ou pela OMS - o que aconteceu.

No entanto, a Albingia recusou-se a pagar uma indemnização ao festival, alegando que "este tipo de pandemia não se encontra coberta pela nossa apólice", o que o Hellfest contesta, prometendo ir a tribunal.

"Em suma, apenas duas palavras nos ocorrem em relação a esta seguradora: 'f*ck you'", remata a organização.

"Apesar destes tempos incertos", continua, "a nossa motivação e a nossa vontade são mais fortes que nunca. Obrigado pelo vosso apoio, aos nossos parceiros (exceptuando a seguradora, obviamente), aos nossos voluntários, e aos melómanos em geral. Continuaremos a vestir as cores do legado da música extrema".