Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Cláudia Pascoal

“Antes de estudar queria ser paraquedista, mas escorreguei nesta coisa da música e por aqui vou ficar”. Cláudia Pascoal no Posto Emissor

Agora é cantora, mas a formação profissional de Cláudia Pascoal, que acaba de lançar o seu álbum de estreia, é tão variada como os seus múltiplos talentos. Para ouvir no podcast Posto Emissor

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Convidada do Posto Emissor, o podcast da BLITZ, da passada semana, Cláudia Pascoal, que recentemente editou o primeiro álbum, "!", falou sobre os vários chamamentos profissionais que foi tendo ao longo dos últimos anos.

"Primeiro que tudo, queria ser paraquedista. Que grande estupidez: eu, na tropa, nunca na vida!", ri-se. "Depois queria ir para ourivesaria, tirei esse curso. Depois quis ser professora de Artes Plásticas, fui tirar a licenciatura em Artes Plástica, e depois afinal já queria ir para Cinema, tirei o mestrado em Cinema. E depois apercebi-me que não era nada disso que queria fazer e fui para televisão; estive algum tempo no [programa da SIC Radical] Curto-Circuito, a trabalhar e criar conteúdos. E depois escorreguei nesta coisa da música e por aqui vou ficar".

Pode ouvir aqui o Posto Emissor, esta semana apresentado por Lia Pereira e Mário Rui Vieira. A resposta de Cláudia Pascoal começa pelos 20 minutos.