Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

A revelação aterradora de Duffy: “Era o meu aniversário, fui drogada num restaurante, levada para um país estrangeiro e violada”

A cantora de 'Mercy' explicou por que razão esteve afastada nos últimos dez anos, contemplando o suicídio e "completamente sozinha"

Duffy partilhou detalhadamente o relato da violação que terá sofrido, primeiramente revelada no final de fevereiro.

No seu website, a autora de 'Mercy' explicou que o objetivo da partilha deste testemunho é o de "ajudar pessoas que tenham passado pelo mesmo".

Duffy contou ter sido drogada num restaurante, no dia do seu aniversário, e depois mantida numa casa em cativeiro antes de ser levada para um país estrangeiro.

"Era o meu aniversário, fui drogada num restaurante, levada para um país estrangeiro e violada. Estive drogada durante quatro semanas. Não me lembro de entrar no avião e voltei a mim no banco de trás de um carro", disse.

"Puseram-me num quarto de hotel, e o agressor regressou para me violar. Lembro-me das dores e de tentar ficar consciente após ter acontecido. Fiquei sozinha com ele mais um dia, ele nem olhava para mim, eu tinha que andar atrás dele", detalhou.

Num texto emotivo, Duffy afirma ainda não saber onde arranjou "forças para aguentar esses dias", e acrescenta que o seu agressor deu a entender que queria matá-la.

"Já não tenho vergonha de algo que me magoou profundamente", continuou. "Acredito que se se falar do coração, o coração dos outros irá responder. A minha história é negra, mas vem do coração. É dele que falo, pela minha vida e pela dos outros que sofreram o mesmo", prosseguiu.

A cantora não sabe como conseguiu fugir e voltar para casa, e confessa ter passado os últimos dez anos afastada da música e a ponderar suicidar-se. "Estive completamente sozinha", concluiu.