Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Marianne Faithfull

Getty Images

Marianne Faithfull hospitalizada com o novo coronavírus

Veterana cantora inglesa está num hospital em Londres, depois de o teste para a covid-19 ter dado positivo

A cantora britânica Marianne Faithfull, ícone da década de 1960, foi hospitalizada, em Londres, após ter testado positivo para o novo coronavírus, informou hoje a Republic Media, agência especializada na indústria da música.

"O 'manager' de Marianne Faithfull (...) confirmou que a cantora está a ser tratada a uma infeção de Covid-19 num hospital de Londres", revelou a Republic Media, na rede social Twitter.

A agência garante que Marianne, que tem 73 anos e sofre de hepatite C, está em condição estável e responde bem aos tratamentos. "Desejamos que tenha uma recuperação completa e rápida", acrescenta.

Também a artista americana de vanguarda Penny Arcade, amiga da cantora britânica, escreveu na sua conta no Facebook que Marianne Faithfull foi levada para o hospital na terça-feira, após ter começado a apresentar sintomas de contaminação quando cumpria um período de isolamento social.

"Ela superou e sobreviveu a tantas coisas em sua vida - incluindo ser Marianne Faithfull - que ser varrida por um vírus seria uma tragédia", escreveu Penny Arcade, cujo nome real é Susana Ventura.

Marianne Faithfull foi um dos ícones dos anos sessenta, tendo tido o primeiro grande êxito logo aos 17 anos de idade, com a música "As Tears Go By", escrita por Mick Jagger e Keith Richards, dos Rolling Stones.

Trabalhou ao longo de 50 anos de carreira com nomes importantes da música contemporânea, como Mick Jagger, Rolling Stones, Bob Dylan ou Metallica. Manteve ainda uma longa carreira de atriz de teatro e cinema. Os seus problemas de dependência de drogas são públicos, bem como os problemas de saúde.