Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

“Os Nirvana eram bons”. Manager dos Guns N' Roses nos anos dourados discorda de radialista

Alan Niven, manager dos Guns N' Roses aquando da 'explosão' de Seattle nos anos 90 defendeu os Nirvana 'no ar'. E acredita que não foi Kurt Cobain a matar o rock dos anos 80, foi o próprio rock dos anos 80 que se 'suicidou' com baladas

Alan Niven, antigo manager dos Guns N' Roses, deu uma entrevista ao programa "Rock Talk with Mitch Lafon", onde defendeu os Nirvana de um radialista mais "ácido".

Para Niven, que trabalhou com a banda de Axl Rose entre 1987 e 1991, não foram os Nirvana a matar o rock dos anos 80 - mas as baladas.

"Acho que houve uma aplicação em excesso da mesma fórmula. Houve bandas que tiraram a inteligência e a fixeza ao rock n' roll, e há quem concorde comigo. As pessoas fartaram-se de baladas pop bonitinhas", afirmou.

Mitch Lafon, o radialista em questão, concordou com este ponto. Mas imediatamente a seguir referiu-se a Kurt Cobain como "um otário sem talento" - o que não mereceu a aprovação de Niven.

"Acho que ele era um grande cantor e compositor, mas diria que os Nirvana eram sobrevalorizados. Bons, mas não assim tão bons", explicou, perante a anuência de Lafon.