Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Hamilton Leithauser

Hamilton Leithauser, ex-The Walkmen: “O negócio da música é uma treta. Os atores têm uma vida muito melhor”

O antigo vocalista dos Walkmen deu uma entrevista à BLITZ, falando sobre o seu novo disco a solo, “The Loves of Your Lives”, e sobre o impacto da covid-19 no sustento dos músicos

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Com um novo disco a solo, "The Loves of Your Lives", previsto para maio, Hamilton Leithauser, que se tornou conhecido como vocalista dos norte-americanos The Walkmen, deu uma entrevista à BLITZ na qual não pôde deixar de abordar o impacto da covid-19 nas digressões e, consequentemente, no sustento dos músicos.

Quanto ao facto de todos os concertos estarem a ser adiados ou cancelados, afirma: "Vai ser um golpe imenso para mim, financeiramente, mas para ser sincero [nem é só isso]. A verdade é que trabalhei neste disco durante quatro anos e estava mesmo entusiasmado por voltar a reunir a banda, partir em viagem e tocar para as pessoas. Ao longo do último ano, senti que me estava a preparar para isso. Tocar em clubes e festivais... E agora está tudo adiado. E se no outono tiver de haver outra quarentena, pior ainda".

Sobre a grande dependência dos músicos do dinheiro ganho com concertos, elabora Hamilton Leithauser: "A indústria da música é uma treta, enquanto negócio. É mesmo. Praticamente todos os músicos que conheço já saíram de Nova Iorque, porque é demasiado caro viver lá. Em Nova Iorque, tornei-me amigo de muitos atores, e eles têm uma vida muito melhor que os músicos! O negócio é muito melhor. Fazem o trabalho deles, pagam-lhes... as pessoas compram os bilhetes e vão ao teatro ou ao cinema - e é assim que devia ser. Isto para mim foi uma revelação, porque eu e os meus amigos músicos já nem nos apercebemos àquilo que nos habituamos, na indústria da música", lamenta.

Um dos seus amigos atores é Ethan Hawke, que de resto participa num vídeo de antecipação do novo disco. Veja aqui: