Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Brian May e a sua mulher, Anita Dobson

Instagram Brian May

Aos 72 anos, Brian May dos Queen teme o coronavírus: “Vamos perder muita gente e a seguir posso ser eu”

“Sou depressivo, já passei por fases negras, por isso o isolamento faz-me muita confusão”

Brian May deu uma entrevista à ITV News, onde abordou a pandemia da Covid-19 e revelou os seus receios em relação à doença.

"Têm sido tempos muito duros para todos", começou por dizer. "Isto é uma tragédia. Vamos perder muita gente e a seguir posso ser eu - porque sou mais velho, e vulnerável".

"Mas nem tudo é mau. Há coisas boas à nossa espera, isto é só por agora", acrescentou.

O guitarrista dos Queen não escondeu, também, que o isolamento o está a afetar. "Sou uma pessoa depressiva, pelo que ao início foi difícil, em particular no que à perda de liberdade diz respeito", afirmou.

"Mas estou a lidar com isto, e descobri que há alegrias no isolamento. As pessoas estão a mostrar-se mais criativas, e quando sairmos disto haverá grandes lições a reter".

"Espero que possamos lembrar-nos dessas lições, que possamos trabalhar a partir de casa, que os carros e os aviões possam parar e o ar fique mais limpo", continuou.

"Todas estas coisas que pensamos fazerem parte da nossa sociedade e das quais não nos conseguimos livrar, todos os males que a humanidade trouxe ao mundo, não são inevitáveis. Talvez possamos mudar. Talvez precisemos de um novo rumo".