Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Ambiente no NOS Alive'16

Rita Carmo

NOS Alive: “Até final de abril vamos ter de tomar uma decisão”

A crise provocada pela pandemia do novo coronavírus, que paralisou os espetáculos ao vivo um pouco por todo o mundo, coloca em dúvida a realização do festival de Algés

Com a incerteza em relação à forma como evoluirá a pandemia de covid-19, e perante os condicionamentos da vida social impostos pelos vários países em virtude da mesma, a realização do festival NOS Alive, agendado para 8, 9, 10 e 11 de julho no Passeio Marítimo de Algés, está - à semelhança de outros festivais de música em Portugal - em dúvida.

Álvaro Covões, diretor-geral da Everything Is New, promotora do evento, afirma que "até final de abril vamos ter de tomar uma decisão". Em entrevista à Rádio Observador, o empresário sublinha porém que um eventual cancelamento "tem que ser feito em conjunto com as autoridades". "Ninguém pode unilateralmente romper um contrato sem haver uma razão de força maior", afirma, reforçando que não há neste momento qualquer nota das eventuais restrições impostas em julho, quando a realização do festival está agendada.

"Até agora, a proibição do ajuntamento de pessoas está a decorrer durante o prazo de estado de emergência", existindo um Decreto-Lei ajustado a esta contingência no que diz respeito à forma como deverão lidar os promotores com a impossibilidade de realizar concertos neste período. "O Governo decidiu apoiar o setor no sentido de fazer com que os bilhetes sejam válidos se os espetáculos forem adiados [até 365 dias], não se efetuando o reembolso", salienta, defendendo que os espetáculos ao vivo foram "o primeiro setor a fechar portas e, tudo leva a crer, será o último a abrir". Recorde-se que concertos da Everything Is New, como os de Bon Iver e Harry Styles, foram recentemente reagendados para o início de 2021.

"Só daqui a três ou quatro semanas é que conseguiremos perceber qual será a evolução da nossa forma de vida", afirma Covões, remetendo para essa altura, "ou no princípio de maio", uma decisão sobre a edição deste ano do NOS Alive.

Taylor Swift, Billie Eilish e Kendrick Lamar são alguns dos nomes escalados para Algés. Questionado pela BLITZ, no início do estado de emergência, se já teria sido contactado por alguns destes nomes tendo em vista um cancelamento de presença no festival, Covões afirmou que não.