Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Queen no videoclip de “Bohemian Rhapsody”

A nova versão de “Bohemian Rhapsody” para o coronavírus é um sucesso, mas também uma polémica

Quase 3,5 milhões de 'views' no YouTube. A célebre canção dos Queen recontextualizada para o combate à covid-19 é um enorme êxito, mas também comporta polémica. O seu autor respondeu a quem considera a letra “insensível”

A versão de 'Bohemian Rhapsody' pensada para refletir as preocupações dos tempos de pandemia de covid-19 é um sucesso, tendo sido vista no YouTube quase 3 milhões e 500 mil vezes.

Interpretada pelo músico Adrian Grimes, com letra de Dana Jay Bein, esta 'Coronavirus Rhapsody' contém passagens como 'Mama, I just killed a man / I didn’t stay inside in bed / I walked past him, now he’s dead', apelando - de forma desempoeirada e mantendo as virtudes operáticas e roqueiras do original - à prevenção e ao cuidado em torno da doença. Mas são precisamente versos como este, que o Grimes considera do domínio do "humor necessário para a atravessar esta crise", que lhe têm valido críticas.

Em resposta a quem considera uma parte da nova letra "insensível", o autor conta (numa adenda à sinopse do vídeo no YouTube) que a sua esposa trabalha no setor da saúde. "Eu sei muito bem como o vírus pode impactar a minha família. Cada dia que a minha mulher vai trabalhar espero que seja mais um dia de bónus em que conseguimos estar todos juntos antes que esta vaga nos atinja e ela tenha que ficar em isolamento, impedida de abraçar os nossos filhos".

Veja aqui o 'lyric video':