Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

MEO Sudoeste 2019

Rita Carmo

Música no Coração apela à paciência: “Estamos a trabalhar para que os nossos festivais se realizem nas datas previstas”

Promotora responsável pelo MEO Sudoeste e Super Bock Super Rock emitiu um comunicado

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

A Música no Coração, promotora de espetáculos responsável pelos festivais Super Bock Super Rock e MEO Sudoeste, emitiu um comunicado no qual garante estar a trabalhar para que estes eventos se realizem, apesar das limitações importas pela Covid-19, "nas datas previstas".

"Os festivais de verão estão ainda a alguns meses de distância e acreditamos que, durante este tempo, com a continuada colaboração e sentido de responsabilidade de todos, vamos ultrapassar o momento que agora atravessamos", pode ler-se no comunicado.

Leia aqui o comunidado na íntegra.

"Há 28 anos iniciámos uma história, construída a partir de uma premissa que nos guia desde o primeiro dia: a música, como a vida, é feita para ser partilhada. Uma partilha que tem a sua concretização maior ao vivo. Foi assim que, em 1995, iniciámos a história dos festivais de música. Uma história feita de emoções, sorrisos, refrões entoados em uníssono e aplausos, celebrações vividas em comunhão pelos que se reúnem a cada ano, em cada festival que promovemos, e construída em conjunto com equipas de produção, luz e som, com parceiros e patrocinadores, e, claro, com o público e os artistas, as razões maiores da nossa existência.

Num curto espaço de tempo, o novo coronavírus pôs Portugal, como o resto do mundo, numa situação cuja resolução passa por fazermos algo que nos é estranho: mantermo-nos fisicamente distantes é a forma de cuidarmos de nós e dos outros.

Trabalhamos em estreita colaboração com as autoridades competentes em todas as áreas, cujas indicações continuaremos sempre a seguir com rigor, tendo como primeira prioridade garantir a segurança do público, dos artistas, de todas as equipas e das famílias de todos os envolvidos nos nossos festivais. É com esse sentido de responsabilidade, mas que é também a responsabilidade por toda uma indústria que atravessa um momento crítico, e por todos os nossos parceiros, que acompanhamos a situação de forma séria e atenta, sem desistir. Os festivais de verão estão ainda a alguns meses de distância e acreditamos que, durante este tempo, com a continuada colaboração e sentido de responsabilidade de todos, vamos ultrapassar o momento que agora atravessamos.

Estamos assim a trabalhar, responsavelmente em casa, para que os nossos festivais se realizem este ano nas datas previstas, e apelamos à compreensão dos que se têm manifestado preocupados e também solidários, agradecendo desde já alguma paciência.

Importa agora que cuidemos de nós e dos outros, mantendo-nos firmes no cumprimento de todas as recomendações das autoridades competentes e mostrando todo o nosso respeito pelo trabalho dos profissionais de saúde e todos os que têm mantido o nosso dia a dia possível, e que não podem ficar em casa, que de uma forma incansável tudo estão a fazer para que nos possamos voltar a reunir com o nosso público este ano, no nosso ponto de encontro habitual: os festivais de verão.

A Música no Coração manter-se-á atenta a todas as questões que surgirem e continuará a dar notícias nos canais habituais dos nossos festivais".

O Super Bock Super Rock realiza-se no Meco, de 16 a 18 de julho, e o MEO Sudoeste de 4 a 8 de agosto, na costa alentejana.

Para o Super Bock Super Rock estão confirmados Foals, Jungle ou Slow J, ao passo que do cartaz do MEO Sudoeste constam Migos ou Major Lazer.

A 13 deste mês, Luís Montez, diretor da Música no Coração, disse à BLITZ não estar muito preocupado com o impacto da Covid-19 nos festivais de verão, mostrando-se confiante de que no verão a situação já esteja ultrapassada.