Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Ana Moura

Ana Moura: “Estou orgulhosa dos portugueses e da forma cautelosa e serena como estão a lidar com esta situação”

Com todos os concertos adiados, em Portugal e no estrangeiro, Ana Moura está em casa e tem aproveitado o isolamento social para fazer coisas para as quais habitualmente não tem tempo. “Ler, cuidar da horta, usufruir da companhia dos meus gatinhos”

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Como está a lidar com a situação do novo coronavírus?
Sim, estou em casa já há uma semana. Por enquanto, ainda bem disposta, a tentar descobrir o que esta dificuldade nos pode ensinar e de que forma poderei eu contribuir para minimizar os danos dos que me rodeiam, inclusivamente do público que me segue. E desejosa que ultrapassemos isto depressa.

Sente alguma ansiedade?
Sinceramente, ainda não. Eu viajo tanto que tem sido bom estar em casa. Obviamente que preferia que fosse noutras circunstâncias.

Como tem sido o seu quotidiano?
Tenho aproveitado para fazer coisas que habitualmente não tenho tempo de fazer como cozinhar, ler, cuidar da horta, fazer exercício, ver filmes, séries, usufruir da companhia dos meus gatinhos... e não fazer absolutamente nada também é um objetivo.

Os seus concertos estão a ser adiados? Há algum país em que se mantenham?
Não. Está tudo adiado.

Alguma mensagem para quem a lê?
Uma mensagem de esperança e de resiliência. Pelo que tenho sentido, estou orgulhosa dos portugueses e da forma cautelosa e serena como me parecem estar a lidar com esta situação. E, por isso, acredito que iremos ser capazes de ultrapassar este cenário rapidamente e voltar às nossas vidas.