Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

LUIS ACOSTA

300 pessoas 'presas' em festival devido ao novo coronavírus

O festival chegou ao fim mas, por medo de disseminação do vírus, as autoridades não deixam espectadores e organização sair

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Cerca de 300 pessoas que assistiram ou participaram no festival Tribal Gathering, numa praia no Panamá, estão agora impedidas de sair do local pelas autoridades do país, que temem a disseminação do coronavírus.

A história é contada pela Vice. Segundo esta publicação, dois dias antes do fim do festival, que é também uma espécie de retiro espiritual, a ministra da Saúde do Panamá, Rosario Turner, declarou o estado de emergência, obrigando os festivaleiros a ficar no recinto até 23 de março.

A decisão seguiu-se à primeira morte causada pela doença no Panamá, que regista agora mais de 100 casos confirmados de covid-19.

As autoridades panamianas deixaram no local mantimentos, que a população local tem ajudado a confecionar e distribuir, de forma voluntária e altruísta.

As autoridades de saúde já estiveram no local e não detetaram qualquer caso positivo da doença, mas ainda assim não permitem a saída dos festivaleiros do recinto.

"Temos sorte. Temos comida, água limpa, tendas, casas de banho, internet. Já é mais do que as pessoas daqui têm ao longo do ano", relativizou Lizzy Bending, da organização.