Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Carlão

Rita Carmo

Carlão está em casa com a mulher e as filhas: “Temos de arranjar formas de contornar o tédio desta clausura forçada”

Carlão, que este ano tem regresso marcado com os Da Weasel, fala da importância de manter o distanciamento com os familiares mais velhos neste momento de pandemia da Covid-19, confessando que pensou muito antes de editar a sua canção nova. “[Temi que] o título 'Assobia para o Lado' pudesse ser mal interpretado e por essa razão também andei um bocado às voltas”

A pandemia do novo coronavírus levou Carlão a ficar em casa com a mulher e as filhas, "só saímos para aquelas coisas que nos obrigam mesmo a sair, ir ao supermercado e essas coisas, mas com todo o cuidado possível. Por nós e pelos outros", disse o rapper em conversa telefónica com a BLITZ. "As aulas estão paradas, estamos com as miúdas em casa. Aquela história dos avós também não dá, portanto tentámos não ter as miúdas com os avós nem estar com eles agora nesta altura, que é o melhor".

"Temos de arranjar formas de contornar o tédio que pode acontecer nesta clausura forçada", acrescenta, "agora, uma coisa que me está a irritar um bocado é a escola virtual. O professor da minha filha colocou umas aulas online para ela fazer só que está muito lento. Devem estar os putos todos a fazer o mesmo e o servidor se calhar não está preparado para tanta gente ao mesmo tempo".

Carlão recorda que tem várias datas de concertos adiadas e outras que virão a sê-lo: "não são de agora, são de abril e maio". "Acho que ainda não estou a conseguir perceber como é que isto tudo se vai desenrolar, porque estamos naquela de tudo pode acontecer. O melhor é não estar a fazer planos nem especulações".

Mostra-se também preocupado com a situação da indústria musical: "Há muita gente aqui do meio da música e principalmente aquela malta que não tem a estrutura de uma grande empresa ou de uma multinacional por trás, empresas mais pequenas da música, como de outras áreas também, obviamente, que estão à rasca e vão começar a abrir falências e pessoal a ficar super desorientado".

No final da semana passada, o músico estreou o vídeo do seu novo single, 'Assobia Para o Lado', não sem se questionar primeiro. "Fiquei ali numa situação muito difícil de ter um single novo para sair, já com alguma campanha feita de teasers e tudo o mais. Tudo direcionado para uma sexta-feira, que era a sexta-feira 13, mas isso até era uma piada. De repente, começámos a perceber que isto realmente ia começar a entrar num registo muito mais a sério em relação à pandemia, que as escolas iriam fechar e toda a gente a reavaliar as suas vidas".

"Por um lado, pensei 'isto é uma péssima altura para lançar um tema', depois também fiquei um bocado naquela que o título 'Assobia para o Lado' pudesse ser mal interpretado e por essa razão também andei ali um bocado às voltas com esse assunto", continua, "mas a verdade é que junto de algumas pessoas, amigos e pessoal que trabalha comigo, em conversas, a conclusão a que cheguei foi que era de avançar por ser um tema que, no fundo, apela a uma certa descontração em relação a coisas que não importam muito e que tem uma vibe tão positiva e tão para cima. E foi isso que fizemos".