Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Elisa

Quem é Elisa, a perfeita desconhecida que ganhou o Festival da Canção

Tem 20 anos, é madeirense e concretizou no sábado “um sonho”. Aos 15 anos, participou no Ídolos mas ficou pelo caminho. Este é o percurso de Maria Elisa Silva, que já cantou 'Amar Pelos Dois', de Salvador Sobral

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Não era a favorita a ganhar - as atenções concentravam-se em Bárbara Tinoco, com a coquete 'Passe-Partout' -, nem foi a mais votada pelo júri, que preferiu 'Gerbera Amarela do Sul', de Filipe Sambado. Mas Elisa - Maria Elisa Silva, como há quatro anos se apresentou a concurso no Ídolos - é mesmo a grande vencedora da edição deste ano do Festival da Canção, preparando-se para representar Portugal em Roterdão, nos Países Baixos, com 'Medo de Sentir', da autoria de Marta Carvalho.

Nascida na ilha da Madeira há 20 anos, Elisa cresceu na Ponta do Sol, numa família ligada à música.

Com apenas 7 anos já participava em festivais no seu arquipélago e a partir dos 13 atuou em espetáculos transmitidos pela televisão pública da Madeira. Mais recentemente, chegou a integrar o elenco do espetáculo “Saudades de Max”, de homenagem ao cantor madeirense.

Com 15 anos, Elisa tentou a sua sorte no concurso de talentos Ídolos mas, apesar de ter passado a fase de castings, não chegou às galas em direto.

Aos 17 anos, a cantora ingressou no curso de jazz no Conservatório da Madeira e, um ano mais tarde, começou a estudar na Escola Superior de Música de Lisboa, onde ainda se encontra inscrita.

Mais recentemente, fez versões de Miley Cyrus e Etta James, publicadas no YouTube:

No passado sábado, em Elvas, Elisa foi a segunda mais votada quer pelo público, quer pelo júri, garantindo a vitória numa votação muito renhida.

Mas a participação no Festival da Canção não foi planeada; “Fui ter ao Great Dane Studios [o seu agenciamento, que a contratou depois de a ver cantar num bar em Lisboa] a pensar que ia ter uma reunião normal e deparo-me com a Marta [Carvalho, cantora e compositora natural do Porto, autora da canção e nome ligado a composições de Fernando Daniel e April Ivy] a dizer que tinha sido convidada para compor para o festival e que queria que eu interpretasse o tema. Primeiro não acreditei, tal era a fascinação com o festival. E nunca pensei que alguma vez poderia acontecer. Aceitei sem pensar duas vezes!”, afirmou em entrevista ao site e-FestivalPT.

Descrevendo-se, na mesma entrevista, como uma artista “genuína: gosto de cantar algo com que me identifico e que transmita uma mensagem em que acredito”, Elisa considera que a mensagem de 'Medo de Sentir' passa “pelos muros que criamos à nossa volta quando coisas menos boas nos acontecem e sobre o medo de voltar a passar por essas mesmas coisas. Sobre o medo de ser feliz, porque a tristeza pode aparecer e deixar-nos de rastos, ou sobre apaixonarmo-nos e não sermos correspondidos”.

Depois da vitória no Festival da Canção, Elisa confessou, emocionada: “Ainda estamos um bocadinho fora de nós. Somos muito jovens e nunca pensámos que algo deste género pudesse acontecer. Isto é um sonho tornado realidade”.

Em janeiro de 2018, curiosamente, Elisa cantou, num programa da RTP, 'Amar pelos Dois', a canção de Luísa e Salvador Sobral que valeu a Portugal a sua primeira (e, até agora, única) vitória na Eurovisão.