Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

Roger Waters: “A América não é o paraíso dos malucos, é o inferno dos tolos"

“Os botões da propaganda estão a ser premidos por gente realmente doente da cabeça”

Roger Waters esteve recentemente em Nova Iorque, para uma sessão de perguntas e respostas após a exibição do filme-concerto "Us + Them".

Durante essa mesma sessão, e citado pela revista Rolling Stone, o ex-Pink Floyd afirmou que gostaria de ver "os americanos mais chateados com o governo".

"Se assim fosse o Donald Trump não seria presidente, não haveria toda esta treta com as eleições primárias do Partido Democrata, em que estão a tentar destruir o único candidato que pode ganhar ao Trump, o Bernie Sanders", continuou.

"A América não é o paraíso dos malucos, é o inferno dos tolos. Ver o filme lembrou-me que a grande luta é aquela entre a propaganda e o amor. E a propaganda está a ganhar. E os botões da propaganda estão a ser premidos por gente realmente doente da cabeça".

Afirmando que Trump "é um homem que falhou em tudo na vida, exceto em tornar-se no maior ditador e assassino em série de tudo o que amamos ou gostamos no mundo, só porque tem esse poder", o músico não se mostrou esperançoso: "Ele tem o dedo no botão. E o botão funciona, por todo o mundo, assassinando pessoas de cor por dinheiro".