Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

O dia em que Chris Cornell deu uma entrevista a um repórter sem ‘noção’

O “barulho” dos Soundgarden. Uma memória de 1992

Em 1992, os Soundgarden estavam no seu pico de forma, a meio de uma enorme digressão de apoio a "Badmotorfinger", álbum hoje considerado como um dos seus clássicos.

Antes de uma atuação no festival Pinkpop, nos Países Baixos, Cornell esteve à conversa com um repórter que, eventualmente, se transformou em algo bizarro.

Questionado sobre o que significava para os Soundgarden tocarem à chuva, Cornell respondeu que era apenas "Deus a fazer a iluminação", mas a partir daí a conversa ganha outros contornos.

O repórter acaba por perguntar a Cornell se o "barulho" criado pela banda tem como objetivo "espalhar agressividade", ao que o falecido vocalista responde apenas que é "divertido".

"É divertido, mas é demasiado barulhento", responde o repórter, perante a calma de Cornell: "então não gostas?".

Não é tudo; a dada altura, o repórter procura encontrar algumas semelhanças entre Chris Cornell e Jimi Hendrix, já que ambos são de Seattle. Ao que Chris responde que a única semelhança é que "os pais dele moram em Seattle e os meus também".

Veja aqui a entrevista: