Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Sting foi o cabeça-de-cartaz do primeiro dia da edição deste ano do Montreux Jazz Festival, na Suíça

Lionel Flusin

“Nem pensar”. Sting não quer que façam uma biopic sobre si

“A minha vida ainda não acabou”

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Em entrevista ao Hollywood Reporter, Sting afastou a possibilidade de vir a permitir que contem a sua vida numa biopic.

Questionado sobre se autorizaria um filme como “Bohemian Rhapsody”, sobre Freddie Mercury e os Queen, ou “Rocketman”, sobre Elton John, o britânico respondeu de forma assertiva.

“Nem pensar. Não estou interessado. Estou a contar a minha história de forma artística. [A peça “The Last Ship”] é uma metáfora. A história é sobre mim. Nesta peça, eu estou presente de muitas formas - provavelmente mais do que gostaria. Mas a personagem que represento é inspirada por pessoas como o meu pai, os meus tios, pessoas com quem cresceu. Quis fazê-lo assim, em vez de contar a história da minha vida, que ainda não acabou”.

“The Last Ship” é uma peça inspirada pela infância e juventude de Sting numa cidade portuária do norte de Inglaterra e encontra-se em cena em Los Angeles, numa versão diferente da que esteve na Broadway, em Nova Iorque. Desta vez, Sting é um dos atores, fazendo o papel de capataz de um navio.