Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Madonna no Tejo Bar, em Alfama (Lisboa) com Dino D'Santiago (à direita da artista) e Gaspar Varela, atrás (à esquerda)

Facebook Madonna

Dino D’Santiago, “o rei do funaná”, voltou a cantar com Madonna no Coliseu

Num momento muito aplaudido, Madonna recebeu de novo em palco o músico português Dino D’Santiago. Um destaque do segundo concerto da cantora no Coliseu dos Recreios

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Dino d'Santiago voltou ontem a subir ao palco com Madonna, cantando com a amiga o clássico 'Sodade', imortalizado por Cesária Évora.

À semelhança do que já tinha acontecido na primeira noite de Madonna no Coliseu de Lisboa, no passado domingo, ontem o “rei do funaná” juntou-se a Madonna, num momento celebrado pela plateia.

A BLITZ assistiu ao segundo concerto de Madonna nas Portas de Santo Antão, reportando: “Entre danças e gritos de ordem, 'Batuka' deu início à secção do espetáculo dedicada a Lisboa, durante a qual não só cantou 'Sodade', de Cesária Évora, com o convidado de honra e 'rei do funaná' Dino D'Santiago, como se atirou a um fado, apenas acompanhada pela guitarra portuguesa de Gaspar Varela (...). Juntando variadas influências latinas e de outras coordenadas geográficas, abraçou ainda na sua casa de fado os temas 'Killers Who Are Partying' e 'Crazy', ambas de "Madame X", e misturou-os com uma versão de 'La Isla Bonita' entrecruzada com excertos de 'Welcome to My Fado Club', 'Medellín' (que, sem Maluma presente, perde alguma força em palco) e o momento semi-bollywoodesco de 'Extreme Occident'. Tudo isto pontuado por um redondo e ruidoso 'cara**o', 'o único palavrão que sei dizer em português'”.

Pode ler a reportagem da BLITZ aqui.

Já no domingo passado Madonna tinha recuperado 'Sodade', tema ausente do alinhamento dos últimos concertos nos Estados Unidos, cantando-a em dueto com Dino d'Santiago.

A noite de domingo foi relatada à BLITZ por um super fã português que descreveu uma Madonna “mais real, mais calorosa e mais próxima” nesta digressão.