Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Madonna na digressão "Madame X"

Stufish

Conseguirá Madonna aguentar o ritmo de concertos? Em Lisboa, coxeou e queixou-se das muitas lesões

No concerto desta terça-feira, em Lisboa, Madonna falou das múltiplas lesões que levaram a cancelamentos de concertos nos Estados Unidos

No segundo de oito concertos no Coliseu de Lisboa, esta terça-feira, Madonna mostrou-se satisfeita por regressar à sua "segunda casa" mas chamou à atenção para as "25 lesões" que fazem com que coxeie em palco, particularmente entre coreografias, largamente apoiadas pela trupe de bailarinos. "Não prestem atenção ao que se passa da cintura para baixo", exclamou, com a sua ironia habitual.

Recorde-se que além dos seis concertos que faltam em Lisboa, a artista vai ainda dar 15 concertos no London Palladium, em Londres, e 14 no Le Grand Rex, em Paris. Os problemas de saúde da rainha da pop levaram a que alguns concertos da digressão americana tenham sido cancelados: dois em Nova Iorque, um em Los Angeles, três em Boston e o último, que estava programado para 22 de dezembro em Miami.

Justificando o último cancelamento com uma "dor indescritível", que já tinha sentido no momento em que deveria ter atuado em Boston, depois de se ter lesionado num joelho em Nova Iorque, a artista explicou: “quando subi a escada para cantar 'Batuka', estava em lágrimas com a dor causada pelas minhas lesões. Nos últimos dias, a dor tem sido indescritível. A cada canção que canção, rezava para conseguir acabar o concerto. As minhas preces foram atendidas e consegui".

Os médicos terão dito à artista que se queria continuar a digressão, tinha de "descansar o máximo possível, de forma a não sofrer danos irreparáveis". "Nunca deixei que uma lesão me impedisse de atuar, mas desta vez tenho de aceitar que não é vergonha nenhuma ser humana e ter de carregar no botão da pausa”. Os próximos concertos no Coliseu acontecem esta quinta, sábado e domingo e na terça (dia 21), quarta (dia 22) e quinta (dia 23) da próxima semana.