Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Robert Plant

Como a perda do filho de 5 anos fez Robert Plant dos Led Zeppelin questionar a sua carreira

“Será que tudo isto vale a pena?”

Robert Plant deu uma entrevista à Classic Rock, onde revelou que a morte do seu filho, Karac, de apenas cinco anos, o fez repensar toda a sua carreira.

A morte de Karac, em julho de 1977, devido a uma gastroentrite, viria a inspirar várias canções de Plant: 'All My Love', ainda com os Led Zeppelin, 'In Through the Out Door', 'Blue Train', 'Walking Into Clarksdale' e 'I Believe'.

"Passei muito tempo a tentar ser um pai decente, mas também me sentia muito atraído pelo meu trabalho nos Led Zeppelin", contou.

"Quando ele morreu, pensei: Será que tudo isto vale a pena? O que é tudo isto? Teria feito alguma diferença se estivesse com ele?"

"Pensei no mérito que a minha vida poderia ter, naquele momento, e se precisava de me preocupar mais com a realidade das pessoas que amava, como a minha filha e a minha família. Estava pronto a desistir, até que o John Bonham me convenceu do contrário", continuou.

Nos anos 80, e já depois da morte de Bonham, o apoio veio também da parte de Phil Collins. "Ele mandou-me uma mensagem, a dizer que gostaria de me ajudar, porque musicalmente [trabalhar a solo] seria uma das coisas mais difíceis que eu iria fazer", disse.

"Gravámos o primeiro álbum em quatro dias e o segundo noutros quatro. Se ele não gostava de alguma coisa, parava a meio, levantava-se e dizia às pessoas o que é que estava mal. Adorei isso, porque ainda não sabia como lidar com outros músicos".