Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Juice WRLD

Getty Images

Avião de Juice WRLD transportava quase 32 quilos de marijuana

Elementos da equipa do rapper contaram, também, à polícia que o artista tinha consumido “vários comprimidos não identificados”

Apesar de ainda não terem sido apuradas as causas de morte de Juice WRLD, este domingo, a polícia começa a juntar as peças. Segundo o site TMZ, a equipa do rapper contou às autoridades que o artista tinha consumido "vários comprimidos não identificados" antes da convulsão que sofreu a bordo de um avião privado que o transportou para Chicago, sua cidade-natal, e que acabaria por levar à sua morte, já no hospital.

Ainda segundo a publicação, vários elementos da equipa comunicaram também às autoridades o problemas de dependência do fármaco Percocet, que contém uma combinação do opioide oxicodona e paracetamol, utilizado para o alívio de dores moderadas a graves. Foi também encontrado a bordo um frasco de xarope para a tosse à base do opioide codeína. O FBI, departamento de polícia de investigação norte-americano, confiscou, também, 32 quilos de marijuana, transportados em sacos distribuídos por várias malas que seguiam no avião.

O artista tinha editado em março deste ano o álbum "Death Race for Love", na sequência de uma série de singles de sucesso lançados nos últimos dois anos, caso de 'Lucid Dreams', e de colaborações com Future, Young Thug, Ellie Goulding ou Benny Blanco. Ao longo de 2019, andou em digressão com Nicki Minaj e lançou um tema, 'All Night', com a banda K-Pop BTS.