Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Mariza vai gravar álbum dedicado a Amália Rodrigues

A fadista terminou o concerto deste sábado na Altice Arena reforçando o que já havia divulgado em entrevista à SIC: vai homenagear Amália. António Costa e Fernando Medina encontravam-se na plateia do concerto de Lisboa. (notícia atualizada)

Em abril de 2020, ano em que se celebra o centenário de Amália Rodrigues e os 20 anos de carreira de Mariza será publicado um álbum intitulado "Mariza Canta Amália", preenchido com reportório popularizado por Amália Rodrigues.


Quem fez o anúncio foi a própria Mariza, já na parte final do concerto que no sábado encerrou a sua atual digressão, perante uma casa que registava lotação esgotada, reforçando o que já havia divulgado em entrevista à SIC, realizada em Londres no início do mês.

Ao longo da noite de sábado, Mariza interpretou muitos dos temas mais conhecidos da sua carreira como "Meu Fado Meu", "Rosa Branca", "Primavera", "Barco Negro", "Quem Me Dera" e "Chuva" mas seria antes do encerramento e enquanto dava uma volta à plateia instalada na Altice Arena, que anunciou a publicação de um disco com temas popularizados por Amália.

De acordo com comunicado enviado esta segunda-feira pela Warner, a sua editora, as gravações estão agendadas para o início de 2020, e decorrerão entre Lisboa e Rio de Janeiro, com a produção de Jaques Morelenbaum, responsável pelos arranjos e direção de orquestra. Jaques foi, recorde-se, o produtor do álbum de 2005 de Mariza, “Transparente”.

“Este é um disco que idealizava há já algum tempo. Amália está presente nas nossas vidas. É uma inspiração maior, não só para mim, mas para tantos artistas portugueses e ainda muitos outros internacionais, assim como para todos os portugueses. Como diria o grande António Variações, 'todos nós temos Amália na voz'. No ano em que completo duas décadas de carreira sinto que esta é a melhor forma de homenagear e agradecer todo o legado e inspiração que nos deixou”, afirma a fadista em comunicado.

A noite de sábado terminou com "Ò Gente da Minha Terra", com a fadista ainda na plateia e depois de ter cumprimentado algumas das figuras públicas presentes como o primeiro-ministro António Costa, o presidente da Câmara de Lisboa Fernando Medina, o estilista Christian Louboutin ou a fadista Ana Moura, entre muitos outros anónimos.

Em palco, Mariza foi acompanhada por José Manuel Neto (guitarra portuguesa), Pedro Jóia (guitarra), Yami Aloelela (viola baixo), João Frade (acordeão) e Vicky Marques (percussão).