Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Getty Images

Duas das maiores estrelas da K-pop vão passar vários anos na prisão por crimes de violação

Justiça sul-coreana deu como provados os crimes mais graves. As sentenças já são conhecidas

Jung Joon-young e Choi Jong-hoon, duas grandes estrelas da K-Pop, emergente cena pop da Coreia do Sul, foram esta semana condenados a seis e cinco anos de prisão, respetivamente.

Os dois artistas foram acusados de violação, após terem mantido relações sexuais com mulheres demasiado alcoolizadas para consenti-las. Jung Joon-young foi também condenado por gravar, em vídeo, essas mesmas relações, partilhando-as online.

Estas condenações são fruto de uma investigação levada a cabo pelas autoridades sul-coreanas desde o início do ano, após uma rusga a um clube noturno em Seul que levou à descoberta de uma enorme rede de prostituição, tráfico de drogas e corrupção policial, onde estão envolvidas várias figuras de peso da indústria musical daquele país.

As autoridades descobriram ainda vídeos de uma violação em grupo envolvendo os dois artistas, bem como uma acusação de condução sobre o efeito de álcool a Choi Jong-hoon, que foi retirada após este ter obtido ajuda da polícia.

Jung e Choi alegaram ambos que as relações sexuais mantidas foram consentidas, tendo o primeiro admitido ainda ter partilhado os vídeos mencionados. As condenações poderão não ficar por aqui, visto que as investigações continuam.