Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Corey Taylor (Slipknot)

Getty Images

Vocalista dos Slipknot acaba com o mito: “Não precisas de estar todo drogado para criar ou para te divertires”

Corey Taylor, líder dos Slipknot, diz que prefere criar e atuar sem consumir substâncias

Corey Taylor, vocalista dos norte-americanos Slipknot, confessou que prefere não se drogar nem beber álcool antes de compor ou atuar ao vivo. Em entrevista ao Marshall Podcast, o músico disse querer acabar com o mito: "não é uma lei escrita na pedra. Não tens de estar drogado para criar. Não tens de estar drogado para te divertires".

Apesar de não criticar quem o faz, Taylor defende: "na verdade, penso que soamos melhor e tocamos melhor e temos uma energia melhor quando não estamos alterados. Porque assim estás focado em ti. Não há desculpas. És tu e é essa a crueza daquilo que fazemos". Acrescenta que chegou a essa conclusão depois de se ouvir sob o efeito de substâncias: "só estive alterado em estúdio duas vezes e não gostei nem um pouco porque não conseguia controlar nada. Quando ouvi essa m*rda fiquei 'isto é horrível. Por que fiz isto? Portanto tento acabar com esse mito".

"Penso que essa coisa é encorajada por pessoas que estão presas nisso... Querem que as pessoas pensem que é difícil criar sem os químicos", diz, "e isso é discurso de agarrado, porque eu costumava fazer isso a mim próprio quando ia atuar. Estava convencido de que não conseguia atuar sem beber um whisky com cola - pelo menos um... E depois passou a dois. E depois passou a metade da garrafa. Isso é dependência. Portanto, penso que isso é um mito perpetuado por viciados que querem que as pessoas reforcem o seu vício".