Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Getty Images / Rita Carmo

Thom Yorke, David Byrne, Brian Eno, Adam Clayton e Jarvis Cocker apoiam o movimento Extinction Rebellion em carta aberta

“A vida na terra está a acabar”

Thom Yorke, David Byrne, Adam Clayton (U2), Brian Eno e Jarvis Cocker: são estes alguns dos artistas que assinaram uma carta aberta da Extinction Rebellion, organização de luta pelo ambiente.

Na carta, estes músicos reagem abertamente às críticas de que têm sido alvo, pelo facto de continuarem a dar concertos por todo o mundo ao mesmo tempo que dizem lutar pelo meio ambiente. "Caros jornalistas que nos chamaram hipócritas, têm razão", começam por dizer.

"Vivemos vidas com uma alta pegada de carbono e as indústrias das quais fazemos parte deixam uma pegada de carbono enorme. Estamos presos nesta economia de energias fósseis e, sem uma mudança sistemática, os nossos estilos de vida continuarão a prejudicar o clima".

"As alterações climáticas estão a dar-se mais rápida e furiosamente que o previsto: milhões de pessoas sofrem, deixam as suas casas e chegam às nossas fronteiras como refugiados", continuam.

"Além delas, há milhões de crianças - chamadas à ação por Greta Thunberg - que nos rogam, às pessoas com poder e influência, para que nos ergamos e lutemos pelo seu futuro já destruído. Não podemos ignorar o seu chamamento".

"As histórias que vocês escrevem", rematam, "a chamar-nos hipócritas não nos silenciarão. Os média existem para dizer ao público a verdade. Usem as vossas vozes para chegar a novas audiências com a verdade".