Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

Morreu Ginger Baker

Era um dos bateristas mais influentes de todos os tempos

Morreu Ginger Baker, antigo baterista dos Cream e considerado por muitos como um dos melhores da história do rock. Tinha 80 anos.

As causas da sua morte não foram para já reveladas, mas sabe-se que o músico sofria de vários problemas de saúde, entre os quais uma doença pulmonar crónica.

Há pouco mais de uma semana, a família de Ginger Baker havia revelado, nas redes sociais, que o músico se encontrava em estado "crítico", pedindo aos fãs para que "orassem por ele".

Baker tornou-se conhecido pelo seu trabalho com o "supergrupo" Cream, que fundou juntamente com o baixista Jack Bruce e o guitarrista Eric Clapton.

Ao longo da sua carreira, tocou ainda com nomes como Fela Kuti, Hawkwind, Blind Faith e Public Image Ltd., para além de liderar os Ginger Baker's Air Force.

O seu estilo, que combinava a perícia do jazz com o poderio do rock n' roll, foi uma grande influência para muitos outros bateristas, como John Bonham, Peter Criss, Neil Peart, Stewart Copeland, Dave Lombardo, Nick Mason ou Roger Taylor.

Conhecido tanto pela sua qualidade enquanto músico como pela sua personalidade agressiva, Baker foi alvo de um documentário - "Beware of Mr. Baker" - em 2012, da autoria de Jay Bulger, que venceu o prémio para Melhor Documentário no festival South by Southwest.