Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

António Variações

Arquivo pessoal de Rosa Maria

As histórias e as imagens inéditas de António Variações, um fenómeno que continua por explicar

Depois do filme, vêm aí os concertos. Mas apesar das vagas sucessivas de homenagens, dos livros e das peças de teatro, a história do autor de “Canção de Engate” continua por contar. Na edição da Revista do Expresso desta sexta-feira há, porém, novos dados sobre esse cometa chamado António Variações

O filme “Variações”, que se estreou a 22 de agosto, anda a bater todos os recordes. Ainda pode ser visto numa sala perto de si, apesar de já ter sido anunciado que estas serão as últimas sessões. Contudo, a mais recente homenagem à carreira do cantor barbeiro transformou-se logo no primeiro fim de semana no filme português mais visto do ano, acima do documentário “Tony”, sobre o também cantor Tony Carreira, e a grande distância de “A Herdade”, o outro fenómeno da cinematografia nacional deste ano, realizado por Tiago Guedes.

Segundo os dados do Instituto do Cinema e Audiovisual, o filme que mostra Sérgio Praia no papel de António Variações já foi visto por mais de 264 mil espectadores, o que lhe confere o estatuto de quinto filme português mais visto desde que há registos. Ou seja, desde que em 2004 começaram a ser auditadas as bilheteiras dos filmes que são exibidos comercialmente em Portugal. O filme realizado por João Maia lança luz sobre vários aspetos menos conhecidos da carreira de António Variações mas, apesar das vagas sucessivas de homenagens, discos, concertos, espetáculos, peças de teatro e até de uma biografia – “António Variações - entre Braga e Nova Iorque”, de Manuela Gonzaga, recentemente reeditada –, há vertentes da vida do cantor que permanecem na obscuridade. O número da Revista do Expresso que sai para as bancas esta sexta-feira, 4 de outubro, procura esclarecer alguns desses hiatos. Para isso, socorre-se de vários depoimentos, nomeadamente de Rosa Maria, a companheira de Fernando Ataíde, o fundador da discoteca Trumps que também foi amante de António Variações.

Este é um artigo exclusivo. Se é assinante clique AQUI para continuar a ler (também pode usar o código que está na capa da revista E do Expresso).

Torne-se assinante