Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Lana del Rey no Super Bock Super Rock 2012, Meco

Rita Carmo

Lana Del Rey confirma encontro romântico com Moby: “Não sei como ele se lembra disso, deve ter memória de elefante”

Além de falar do encontro com Moby, Del Rey refere-se a Billie Eilish como “prodígio” e diz que Kanye West a “magoou” ao apoiar Donald Trump

Lana Del Rey confirmou ter tido um encontro romântico com Moby, em entrevista ao New York Times. A artista confirma ter lido o capítulo da autobiografia do músico onde este fala sobre o encontro e acrescenta que é tudo verdade: "não sei como é que ele se lembra... deve ter memória de elefante. Nem me lembro do que se estava a passar nessa altura. Penso que era cantora em coros e fazia primeiras partes de outros artistas e, sim, tivemos um encontro amoroso".

Na mesma entrevista, a cantora deixou rasgados elogios a Billie Eilish, que já várias vezes a apontou como uma das suas grandes influências, "adoro a Billie Eilish e acho que estava à espera deste momento na cultura da música pop. Sou muito perspicaz. Consigo ver, por exemplo, se uma cantora pop tem um espírito generoso ou fogo brincalhão no seu coração. A Billie é prodigiosa. Bastou-me ouvir uma linha de uma melodia para perceber".

De seguida, Del Rey volta a proclamar o seu amor pelo hip-hop, destacando novos artistas que apelida de "sexy e autênticos", mas acaba por falar de Kanye West de forma pouco elogiosa, apesar de dizer que o rapper significa muito para si: "estou muito grata por viver num país onde toda a gente pode ter as suas visões políticas. Não sou mais liberal do que republicana - estou no meio", confessa antes de acrescentar, "foi mais o estado de espírito e a vibração que ele transmitiu quando disse 'Yo, este homem é o maior!' [referindo-se a Donald Trump] A sério? O maior? Fiquei magoada".