Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Ryan Adams no NOS Alive'17

Rita Carmo

Ryan Adams quebra silêncio depois de ser acusado de assédio e outros abusos. E isto foi o que disse

Frase contundente do músico norte-americano, meses depois da ‘bomba’

Ryan Adams voltou a reaparecer em público, cinco meses após ter sido acusado de abusos emocionais por várias mulheres.

A polémica estalou em fevereiro, quando sete mulheres - incluindo uma menor e a sua ex-mulher, Mandy Moore - contaram ao jornal The New York Times ter sofrido de abusos emocionais e psicológicos, assédio e comportamentos inapropriados e manipuladores.

À altura, o músico pediu desculpas públicas, referindo-se ao artigo do The New York Times como contendo "detalhes que foram mal contados, detalhes que são exagerados, e outros que são falsos".

Esse pedido de desculpas não o impediu, no entanto, de ver cancelada uma digressão pelo Reino Unido e República da Irlanda, tal como obrigou ao cancelamento do lançamento do seu novo álbum, "Big Colors".

Na passada sexta-feira, Ryan Adams voltou ao Twitter para deixar um recado aos fãs: "Tenho muito a dizer, e irei fazê-lo em breve", escreveu.

"Sei quem sou, o que sou, e está mais que na hora de as pessoas o saberem. Toda a beleza de uma vida não pode ser reduzida a destroços por causa de mentiras".

"O meu trabalho era um mapa para quem se sente perdido, e não um cartaz na estrada", rematou.

Para além desta mensagem, Adams publicou ainda um trecho de 'I'm Sorry and I Love You', um dos temas que fariam parte de "Big Colors", no Instagram. Ouça aqui: