Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Morrissey partilhou vídeo de supremacia branca. Billy Bragg reagiu com declaração que não esquece Killers

“Enquanto ativista, estou chocado com esta transformação, mas como fã dos Smiths estou destroçado”

O cantautor britânico Billy Bragg publicou uma longa carta aberta a Morrissey e a Brandon Flowers, dos Killers, após este último ter dito do ex-Smiths que era "um rei".

Em causa está o apoio de Morrissey ao For Britain, um partido de extrema-direita britânico. "Pergunto-me se o Brandon Flowers entende as ramificações do apoio do Morrissey ao partido", começa por dizer.

"Enquanto autor da poderosa canção dos Killers 'Land of the Free', saberá ele que o For Britain quer construir as mesmas barreiras à imigração que o Flowers condena nesses versos?"

Billy Bragg, conhecido pelo seu ativismo político, não deixou também de criticar Morrissey por ter partilhado um vídeo de supremacia branca no seu website, onde acusa "a classe dominante'"de ter usado o concerto do rapper Stormzy no festival de Glastonbury "para promover o multiculturalismo à custa da cultura branca".

"Ninguém escreveu nada dos media que desafiasse a sua posição", lamentou Bragg. "Ele apoia provocadores anti-islão, publica vídeos de supremacia branca e, quando desafiado, agarra-se ao peito e grita 'infâmia!'".

“Enquanto ativista, estou chocado com esta transformação, mas como fã dos Smiths estou destroçado”, rematou. Leia aqui o texto completo: