Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Morreu André Matos, antigo vocalista dos Angra

"Não há palavras neste momento que descrevam o tamanho do vazio deixado nos corações dos que o amaram de perto e de longe"

Morreu André Matos, antigo vocalista dos brasileiros Angra, uma das mais respeitadas bandas de heavy metal do Brasil. Tinha 47 anos.

As causas da sua morte não foram reveladas, tendo os Angra publicado um comunicado onde lamentam a morte do seu antigo colega.

"O André foi imprescindível para o sucesso e consagração desta banda. A contribuição do seu talento e presença é inestimável", escreveram, nas redes sociais.

"Não há palavras neste momento que descrevam o tamanho do vazio deixado nos corações dos que o amaram de perto e de longe. O Brasil perde um talento insubstituível do heavy metal e com ele morre a esperança de vê-lo nos nossos palcos novamente".

Também o baterista Ricardo Confessori, que tocou com André Matos nos Angra e nos Shaaman, mostrou o seu pesar.

"Além da ferida que jamais cicatrizará, e mesmo sabendo que passámos momentos gloriosos junto ao nosso companheiro e amigo, restará para sempre o melhor dele nos nossos corações", pode ler-se.

Kiko Loureiro, ex-Angra e atualmente guitarrista nos Megadeth, também expressou já os seus sentimentos em relação à morte do vocalista. "A vida é frágil demais. Chorei. [...] André, foste e sempre serás muito importante para todos nós", referiu.

Além de vocalista, André Matos era também teclista, tendo tocado não só com os Angra - dos quais fez parte entre 1991 e 2000 -, mas também dos Viper, dos Shaaman e dos alemães Avantasia.

Com os Angra, editou ao todo três LPs, como "Angels Cry", o primeiro álbum da banda e que os tornou num nome de culto dentro da cena power metal.