Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Diabo na Cruz

Jorge Cruz explica aos fãs por que razão não irá estar presente nos últimos concertos dos Diabo na Cruz

O mentor da banda decidiu fazer um esclarecimento, acrescentando alguma informação à que já fora avançada por si e pela banda

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Depois de ser anunciado o final dos Diabo na Cruz, muitos fãs da banda portuguesa mostraram tristeza com a decisão e também com o facto de Jorge Cruz, vocalista do grupo, não marcar presença nos derradeiros concertos da presente digressão.

Agora, Jorge Cruz usou o Facebook para explicar que, embora o fim dos Diabo na Cruz já estivesse a ser ponderado há “bastante tempo”, a sua ausência dos últimos concertos prende-se com outros motivos.

“Antes de mais, peço desculpa aos fãs de Diabo Na Cruz que pretendiam assistir aos concertos deste ano com a formação habitual. Gostava que soubessem que não vou estar presente na tour de despedida, não por falta de vontade, mas por não me ser possível”, explica Jorge Cruz.

“No meu comunicado, não quis dar ênfase a nenhum outro motivo para além daquele que é o principal para o fim do grupo: razões artísticas que vêm sendo ponderadas desde há vários anos. (...) No entanto, quero dizer-vos que concordo com quem acha que todas essas razões poderiam ter sido ultrapassadas para concluir uma última tour (por isso se marcaram as datas), caso não existissem, no presente, razões de saúde que me impedem de continuar a dar concertos. Não quis mencioná-las antes, nem pretendo esmiuçá-las aqui, mas são questões anteriores aos concertos dos Coliseus e que se viram agravadas com os trabalhos no grupo. Ao contrário do que aconteceu noutras alturas, em que levei a minha saúde até ao limite para cumprir objectivos de Diabo, desta vez, após o concerto de Évora, percebi que deveria parar de imediato, para não piorar ainda mais a minha condição e poder tratar de melhorar”.

Jorge Cruz acrescenta ainda: “Não quis que as complicações no meu estado impedissem os restantes membros da banda de concretizar as suas expectativas de fazer os concertos de 2019. Por essa razão, aceitei que continuassem com a tour, apesar da minha ausência. Lamento não poder participar. Lamento também a tristeza que se apoderou de tanta gente com estes acontecimentos. Aquilo que vos posso dizer é que tenho a consciência tranquila de que fiz tudo o que estava ao meu alcance para viabilizar mais esta jornada de concertos. E de que, ao longo da última década, dei tudo o que tinha de mim, física e mentalmente, por Diabo Na Cruz e pelos seus fãs. Estarei para sempre grato pelo apoio que nos deram. O resto é música. Alegria, portanto”.

Pode ver aqui o post de Jorge Cruz:

Nos concertos que os Diabo na Cruz têm agendado até ao final da digressão, o guitarrista Sérgio Pires assumirá o lugar de Jorge Cruz, entrando Daniel Mestre para o lugar de guitarrista.

Em 2018, a propósito de “Lebre”, Jorge Cruz deu uma longa entrevista à BLITZ. Recorde-a aqui