Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Madonna

Madonna no festival da Eurovisão: passado e futuro da Rainha da Pop numa atuação intensa com uma 'pista' política

A trintona 'Like a Prayer' e a novíssima 'Future'. Madonna no palco de Telavive, com uma pista política pelo meio

Uma longa escadaria, um coro gregoriano, Madonna emerge no topo, de vestido negro. A canção tem 30 anos, chama-se 'Like a Prayer' e é a primeira que a Rainha da Pop interpreta na arena de Telavive, em Israel.

O 'hino' de 1989 é atualizado com uma batida mais moderna, Madonna desce os degraus devagar, acompanhando o movimento do coro monástico. Canta ao vivo, competentemente, mas sem arriscar. O aparato cénico é evidentemente superior ao que estamos habituados na Eurovisão.

De traje metálico, mais fresco, mas também em tons de negro, Madonna dá depois um cheirinho de 'Dark Ballet', do vindouro "Madame X", demorando-se mais em 'Future', o seu single mais recente, na companhia de Quavo, dos Migos. A toada é reggae, há pequena secção de metais, uma cadência estival, apesar de os dançarinos envergarem máscaras anti-gás.

Vêem-se bandeiras da Palestina e da Israel nas costas de dançarinos. No final, a mensagem "Wake Up". Breve, mas intenso.

O vídeo ainda não está disponível, tendo alguns registos sido retirados do YouTube. A Eurovisão apresentou apenas a breve conversa com a artista, antes da atuação:

Madonna partilhou um vídeo a partir da Expo Tel Aviv: