Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Festival Woodstock 50 tem até sexta-feira para se salvar

A solução é "simples": 26 milhões de euros

O co-fundador do festival Woodstock 50, Michael Lang, tem até sexta-feira para conseguir angariar os fundos necessários à realização do festival após a Dentsu Aegis Network, principal investidora do evento, se ter retirado.

Segundo Lang, serão necessários cerca de 30 milhões de dólares, ou 26 milhões de euros, para que o festival se realize. Os cabeças de cartaz, como Jay-Z, Miley Cyrus ou Imagine Dragons, já terão sido pagos.

O Woodstock 50, que está marcado para os dias 16, 17 e 18 de agosto em Watkins Glen, no estado de Nova Iorque, ficou em risco de não se vir a realizar de todo após a saída da Dentsu, que chegou mesmo a anunciar o cancelamento do evento.

Porém, Michael Lang explicou mais tarde que iria levar o festival avante. Um representante seu disse à Billboard que a CID Entertainment iria juntar-se à organização como produtora, mas a empresa não o confirmou para já.

Os 30 milhões de dólares seriam gastos na logística do evento, mas não é certo que Lang os consiga angariar até sexta. As "gigantes" Live Nation e AEG já terão sido contactadas pelo empresário para investirem no festival, mas ambas terão recusado.