Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

Slash: “Quando saí dos Guns N’ Roses bebi até cair e consumi drogas até 2005”

Slash deu uma entrevista recente ao website Belfast Live, na qual abordou o seu vício em álcool e drogas.

Os abusos, contou, começaram após a sua saída dos Guns N' Roses, em 1996. "Andei a beber até cair, andava a tocar por todo o lado, não sabia para onde ia e não tinha ideia do que iria fazer no futuro. Foi uma loucura", disse.

"Tinha deixado a banda, estava a meio de um divórcio, tinha problemas com a editora. Era uma verdadeira vida rock n' roll, mas no mau sentido".

A "segurança" que tinha enquanto estava nos Guns, explicou, esfumou-se: "bebi até cair, consumi drogas até 2005". E nem os Velvet Revolver, que formou em 2002, ajudaram.

"Continuei a andar todo cego e percebi que nada me fazia recordar os primeiros tempos em que tomei drogas. Foi uma época miserável. E depois percebi que o álcool já não me fazia nada e que tinha que parar", afirmou.

"Tinha dois filhos e não podia estar junto deles. Entendi que tinha de ir para uma clínica qualquer, limpar o organismo. Saí de lá feliz e direcionei toda a energia que estava a colocar na auto-destruição na música".

Essa mesma energia está, hoje, nos Guns N' Roses, com os quais se reuniu em 2015. "Ter a oportunidade de voltar a tocar com eles foi uma experiência incrível e positiva. Mal posso esperar por gravar um novo álbum com os Guns", rematou.

De momento, Slash encontra-se em digressão com Myles Kennedy e os Conspirators, com os quais esteve recentemente em Lisboa. "Estar nesta banda e nos Guns N' Roses constitui, provavelmente, um dos meus melhores períodos, profissionalmente falando", garantiu.