Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Dan Reed

HBO

“O que é que acham que Michael Jackson fazia na cama com meninos, de porta trancada?”. A pergunta do realizador de “Leaving Neverland”

“O mais extraordinário é que ninguém nega que Jackson levava rapazinhos para a cama, noite após noite, durante tantos e tantos anos”

Dan Reed, realizador de "Leaving Neverland", respondeu aos fãs e à família de Michael Jackson, que acusam Wade Robson e James Safechuck - os homens que testemunham este documentário, alegando ter sido abusados sexualmente pelo músico quando eram crianças - de mentir.

Reed contrariou, também, o argumento de que Wade e James apenas aceitaram participar em "Leaving Neverland" de forma a obter proveito financeiro com os depoimentos.

"Wade diz, no meu filme, que cometeu perjúrio porque não suportava a ideia de ver Jackson, o homem que adorava, ir para a prisão", escreveu Reed, num artigo para o jornal The Guardian. "Ele nunca falou [sobre os abusos] com ninguém, nem mesmo com a própria mãe. Por isso, a família de Jackson chama-lhe mentiroso. Este argumento cai por terra com o mínimo de senso comum: estaria ele a mentir na altura, ou estará a mentir agora?", questionou.

"O mais extraordinário é que ninguém nega que Jackson levava rapazinhos para a cama, noite após noite, durante tantos e tantos anos", continuou. "O que é que acham que Michael Jackson fazia na cama com meninos, de porta trancada?. "Acreditam realmente que ele era uma criança no corpo de um homem e, por isso, precisava de dormir com rapazinhos? Isso não faz sentido nenhum", rematou.