Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Getty Images

Os últimos dias da vida de Keith Flint dos Prodigy

"Positivo, orgulhoso e saudável", descreve quem o conhecia

Foram revelados mais detalhes acerca dos últimos dias de Keith Flint, vocalista dos Prodigy, falecido no passado fim de semana.

O músico, que segundo os seus colegas de banda se terá suicidado, foi descrito por quem o viu na última semana como tendo um espírito "positivo e orgulhoso", "a alma" do bar que frequentava em Essex.

De acordo com o NME, Flint chegou mesmo a participar numa pequena corrida que teve lugar em Chelmsford, Inglaterra, batendo o seu recorde pessoal. "Ele estava feliz, orgulhoso com o quão saudável estava", afirmou outro cliente do bar Galvin Green Man.

Uma empregada do bar Flint's Leather Bottle, detido pelo músico de 49 anos, lembrou que este ia lá por vezes "com o cabeleireiro, que lhe pintava o cabelo antes dos concertos". "Isso divertia os nossos clientes habituais", disse.

Essa mesma empregada descreve Keith Flint como "generoso", tendo o músico custeado jantares e bebidas a quem estivesse no bar na altura da sua visita. "Quando ele queria festejar, sabia o que fazer. Mas antes das digressões deixava a bebida e punha-se em forma com o seu treinador. Era muito disciplinado quando tinha que o ser", comentou.

O músico estaria também a tentar vender a sua casa em Essex pouco antes da sua morte, tendo a agência imobiliária encarregada da venda publicado detalhes acerca do imóvel na passada sexta-feira. Também o bar, sabe-se agora, estaria à venda.