Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

João Ribas

Arquivo Gesco

João Ribas, o líder dos Censurados e Tara Perdida, recordado no IndieLisboa

Um documentário o punk rocker João Ribas, falecido em 2014, vai ser exibido em maio no IndieLisboa - Festival Internacional de Cinema

Um documentário sobre as mulheres do rock português, outro sobre o músico João Ribas e uma série de vídeos para músicas dos Rollana Beat vão estar, em maio, no IndieLisboa -- Festival Internacional de Cinema.

Os filmes serão exibidos na secção "IndieMusic", num "ano forte em música portuguesa", anunciou hoje a organização.
Das nove produções reveladas, e que estarão em competição, três são portuguesas: "Batida de Lisboa", de Rita Maia e Vasco Viana, "Ela é uma música", de Francisca Marvão, e "Um punk chamado Ribas", de Paulo Antunes.

"Batida de Lisboa" é um filme que segue pelos subúrbios de Lisboa, "onde se encontram uma série de músicos e produtores de diferentes gerações e origens", refere o IndieLisboa. Já "Ela é uma música" centra-se nas mulheres, "ilustres desconhecidas", do rock português, e o filme de Paulo Antunes debruça-se sobre João Ribas, um dos nomes do movimento punk português desde os anos 1980, que morreu em 2014.

Em sessão especial, o IndieLisboa assinala as duas décadas de criação do grupo português Rollana Beat. A banda de André Ruivo convidou 13 realizadores, entre os quais Edgar Pêra, Isabel Aboim Inglês e Leonor Noivo, para criarem vídeos para cada um dos 13 temas editados, entre 1998 e 2002.

Da restante programação do "IndieMusic" anunciada hoje, destaque para a estreia internacional de "Fire Music", documentário de Tom Surgal sobre free jazz, e as estreias mundiais de "We intend to cause havoc", de Gio Arlotta, sobre o regresso da banda de rock da Zâmbia W.I.T.C.H., e "Where does a body end?", de Marco Porsia, sobre os Swans.

O júri da secção competitiva integra o músico Bruno Pernadas, a radialista Isilda Sanches e o crítico e ilustrador Tiago da Bernarda. A 16.ª edição do IndieLisboa decorre de 2 a 12 de maio no Cinema São Jorge, Culturgest, Cinema Ideal e Cinemateca Portuguesa.

Anteriormente, o festival tinha já anunciado uma retrospetiva dedicada à atriz Anna Karina (secção "Herói Independente") e uma programação focada na dupla de realizadores franceses Jonathan Vinel e Caroline Poggi (secção "Silvestre").